Feugiat nulla facilisis at vero eros et curt accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril.
+ (123) 1800-453-1546

Blog

Home  /  Notícias   /  Junho: Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade
Junho: Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade

Junho: Mês Mundial de Conscientização da Infertilidade

Confira mitos e verdades sobre a infertilidade

Para cerca de 15% da população em idade reprodutiva, o sonho de ter filhos pode não ser realizado de maneira espontânea. Esse percentual equivale a parte da população que é afetada pela infertilidade, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). 

A infertilidade conjugal é caracterizada pela ausência de gravidez em um casal com vida sexual ativa e que não usa medidas anticonceptivas por um período de um ou mais anos.

Confira algumas dúvidas frequentes com relação à infertilidade, esclarecidas pela ginecologista Gérsia Viana, especialista em medicina reprodutiva e diretora do Cenafert – Centro de Medicina Reprodutiva.

1) A mulher é a principal responsável pela infertilidade do casal? 

Mito. Estima-se que cerca de 35% dos casos de infertilidade de um casal são atribuídos à mulher, 35 % aos homens, em 20% dos casos o problema está presente nos dois e em 10% as causas são desconhecidas. Por isso, é fundamental que a investigação da infertilidade seja feita pelos dois sexos.

2) O cigarro pode causar infertilidade?

Verdade. O tabagismo é considerado um dos grandes vilões da fertilidade humana, mas isso não significa que todo fumante vai ter problemas de infertilidade. De acordo com o INCA, mulheres que fumam antes da gravidez têm duas vezes mais probabilidade de atraso na concepção e, aproximadamente, 30% mais chances de serem inférteis. As mulheres fumantes também podem ter uma gravidez de alto risco, com má formação placentária, abortamento, descolamento prematuro da placenta, hemorragias uterinas, trombose venosa profunda e risco de morte. Para o bebê, há o risco de nascimento prematuro e com baixo peso. Recém-nascidos de mães fumantes também têm uma incidência maior de malformações congênitas, retardo e outros problemas.

No caso dos homens, os danos causados pelo cigarro vão desde a disfunção erétil (impotência) até o comprometimento da fertilidade, uma vez que a nicotina pode comprometer a qualidade e motilidade dos espermatozoides.

3) Tratamentos oncológicos podem causar infertilidade?

Verdade. Alguns tratamentos para câncer podem causar infertilidade temporária ou irreversível. Antes de iniciar um tratamento de câncer é recomendável que o paciente e seu médico avaliem, de forma criteriosa, a necessidade e a possibilidade de preservar sua fertilidade através das técnicas de congelamento de óvulos e de sêmen.

4) A obesidade e o sobrepeso podem comprometer a fertilidade do homem e da mulher?

Verdade. No caso das mulheres, o excesso de gordura no organismo causa um desequilíbrio hormonal, interferindo na ovulação e diminuindo as chances de engravidar naturalmente. A obesidade também aumenta, consideravelmente, os riscos da gravidez, inclusive aumentando o índice de abortos e de partos prematuros.

No caso dos homens, a obesidade também pode afetar a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.

5) A idade é um dos fatores da fertilidade?

Verdade. Segundo a médica Gérsia Viana, o relógio biológico é uma das principais causas da infertilidade no sexo feminino. Hoje boa parte das mulheres começam a planejar sua gravidez após os 35 anos, justamente na idade em que a fertilidade feminina entra em declínio e quando as chances de uma gravidez espontânea caem consideravelmente.

A qualidade e quantidade dos óvulos diminuem progressivamente ao longo da vida até a menopausa, quando a mulher para de ovular e encerra sua vida fértil.

6) Para engravidar, um casal deve ter relações diariamente?

Mito. Para aumentar as chances de uma gravidez espontânea, os casais precisam ter uma vida sexual ativa, com frequência regular de relações, inclusive fora do período fértil.

7) As Infecções Sexualmente Transmissíveis podem causar infertilidade? 

Verdade. As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) podem causar danos sérios no aparelho reprodutor dos homens e das mulheres e são causas frequentes de infertilidade nos dois sexos. Usar preservativo nas relações sexuais, realizar os exames de rotina e evitar comportamentos sexuais de risco são cuidados para evitar essas infecções que podem comprometer a fertilidade e causar outros danos à saúde. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 25% dos casos de infertilidade são causados pelas Infecções Sexualmente Transmissíveis.

8) Homens vasectomizados e mulheres que fizeram a laqueadura de trompas não podem ter mais filhos?

Mito. Eles não podem ter mais filhos espontaneamente, mas nos dois casos é possível recorrer à reprodução assistida, através da técnica de Fertilização in Vitro, para conseguir ter filhos. 

Também é possível reverter cirurgicamente a vasectomia e a laqueadura, no entanto, as chances de gravidez espontânea após a reversão nem sempre são boas.

Sem Comentários
Postar um Comentário
Nome
E-mail
Site

Abrir chat
Preciso de ajuda?
Olá,
Posso te ajudar?