Noticias
Consumo de drogas pode causar infertilidade
Setembro de 2010

Cerca de 15% da populacao brasileira em idade fertil e afetada pela infertilidade conjugal, caracterizada pela ausencia de gravidez em um casal com vida sexual ativa e que nao usa medidas anticonceptivas por um periodo de dois ou mais anos. O uso de drogas, mesmo que esporadico, e um dos fatores que podem causar a infertilidade. Nao apenas as drogas consideradas "pesadas", como a

cocaina, a heroina e o ecstasy, mas tambem a maconha, o tabaco, o alcool, os anabolizantes (muito utilizado por jovens que frequentam academias) e ate mesmo o uso de medicamentos prescritos (anti-depressivos, anti-inflamatorios e remedios para pressao alta) podem afetar a capacidade de reproducao de mulheres e homens, quer seja alterando a producao de um hormonio chamado Prolactina ou mesmo dificultando a ovulacao.

Os medicamentos podem nao apenas diminuir a libido, como tambem causar problemas de erecao, afetar o ciclo menstrual, tornando-o irregular, e reduzir a quantidade de espermatozoides. Ja o consumo regular de alcool pode gerar alteracoes hormonais, afetando a producao e a qualidade do esperma no homem. Nas mulheres, o alcool pode causar tambem anovulacao e amenorreia. O cigarro tambem afeta a quantidade e a qualidade do esperma, reduzindo a capacidade reprodutiva do homem. Ja no caso de fumantes do sexo feminino, e comprovado que elas costumam ter mais problemas de abortos espontaneos. "Os riscos do cigarro durante a gravidez sao bem conhecidos da sociedade, mas pouca coisa e falada sobre os males que o fumo pode causar na fertilidade, impedindo a concepcao", afirma o ginecologista e especialista em Reproducao Humana, Joaquim Roberto Lopes, que no inicio de Julho participou do 23o Meeting Anual da Sociedade Europeia de Reproducao Humana e Embriologia, em Lyon, na Franca, onde foram discutidos os principais temas da area e as mais modernas tecnicas de Reproducao Humana Assistida.


Outras Noticias
Verhum - Video endoscopia e reproduĆ§Ć£o humana
Insemina - Centro de ReproduĆ§Ć£o Humana para Todos
Clique aqui e veja as duas mais frequentes sobre Fertilidade